QUEM É VOCÊ EM UMA PANDEMIA?

É hora de ficar em casa e precisamos de cuidados para manter mente e corpo ativos.

Agora não dá mais para reclamar da falta de tempo para brincar com os filhos ou para ler um livro. A responsabilidade de organizar a própria rotina agora é totalmente sua.

Além disso, profissões e pessoas que andavam longe da tecnologia, precisarão se reinventar e abrir janelas de oportunidades.

Este texto tem o propósito de ajudar professores e alunos na auto-organização de maneira simples e direta, dividindo o assunto em três tópicos: questões intrapessoais, interpessoais e cognitivas.

Como cuidar do emocional para não surtar?

Dica 1) tenha um momento exclusivamente seu. Reveze com seu parceiro ou parceira o momento de cuidar das crianças, escute sua música preferida durante o banho, vá para a cozinha fazer o prato que mais gosta. Sem pressa.

Dica 2) equilibre as notícias pessimistas e as otimistas que chegam até você. Se você tem aquele parente que só manda informações sobre o fim do mundo, fale com ele uma ou duas vezes por semana apenas. E tem também aquele amigo que só vê o lado bom das coisas: talvez ele esteja fazendo churrasco em tempos de isolamento. Filtre o que chega até você e coloque limites.

Dica 3) faça exercícios físicos, mesmo que simples. Limpar a casa, brincar com seu amiguinho de estimação ou 3 sessões de 15 polichinelos por dia. Corpo e mente são uma coisa só. Mantendo o físico em ordem, a mente trabalha melhor.

Como cuidar do social para não esquecer que existe um mundo lá fora?

Dica 4) utilize a tecnologia a seu favor. Faça chamadas de vídeo com seus amigos e sua família que mora longe. Só de saber que alguém está preocupado com você, o coração se aquece.

Dica 5) brinque com os familiares e animais de estimação que moram com você. Esse é o convívio social que você terá garantido nos próximos meses. Role no chão, almoce junto, faça aquelas mesmas 3 sessões de 15 polichinelos lado a lado com sua namorada.

Dica 6) converse e cante com seus vizinhos. Pode ser pela sacada do seu apartamento ou na porta de casa, chamando o amigo que mora do outro lado da rua. Só não esqueça de manter 2 metros de distância!

Como cuidar do cognitivo para não perder o ritmo de trabalho/estudo?

Dica 7) inscreva-se em um curso on-line. Hora de estudar algo que você julga como uma habilidade a ser desenvolvida. Pode ser sobre ferramentas de tecnologia para continuar suas aula, agora à distância, ou sobre resolução de problemas matemáticos para o vestibular.

Dica 8) leia algumas páginas de um livro de sua preferência. Assim você fortalece algo que já considera bom em você, além de proporcionar ao cérebro fontes diferentes de informação.

Dica 9) escreva algo ou faça exercícios de alguma disciplina. Sabe quando você passa as férias sem estudar e, quando volta ao trabalho/aulas até sua letra não é mais a mesma? Então, não deixe isso acontecer agora: manter algum ritmo de estudo é muito importante para não perder os ganhos desses primeiros meses do ano.

Resumindo: o mais importante neste momento é ORGANIZAÇÃO. Crie uma rotina diária que, mesmo tendo prioridades ou preferências, tenha cada um desses 9 momentos ciados acima.

Este é o grande desafio: coordenar prioridades. Se você fica focado em uma só, enfraquece as outras. O ser humano é completo: não existe mente sem corpo, inteligência sem controle emocional, habilidade social sem auto conhecimento.

▪▪▪▪▪▪▪▪▪▪▪▪▪▪▪▪▪▪▪▪

Autor: 🤓Rafael Pellizzer, professor de matemática e coordenador pedagógico.

Rafael Pellizzer

Uma resposta para “QUEM É VOCÊ EM UMA PANDEMIA?”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s