CORTISOL: O HORMÔNIO DO ESTRESSE

Pesquisas científicas atuais vêm enfatizando a influência psíquica como gatilho da síndrome de overtraining (excesso de treino). Essa síndrome tem sido associada à fadiga persistente, distúrbios do sono, alteração do estado de humor e da frequência cardíaca e depleção dos estoques de glicogênio muscular. Essas são algumas formas de limitarmos ganhos de massa, melhoras de performance atlética e outros fatores ligados à rendimento sejam eles físicos ou não. O hormônio responsável por esse deficit mental e físico é o cortisol, que é liberado na corrente sanguínea quando o corpo entra em fadiga extrema, seja ela pontual ou duradoura, faz o corpo trabalhar em fase catabólica (perda).

CORTISOL por definição:

Estímulos como estresse, má alimentação e cargas excessivas de treino estimulam a liberação do cortisol pelo córtex adrenal através de da glândula pituitária anterior. Na célula, este hormônio vai se ligar a seu receptor e vai afetar negativamente o RNA mensageiro ocasionando um aumento na degradação proteica (perda de massa magra, músculo), impedindo assim qualquer tipo de ganho ou melhora hipertrófica, simplesmente sua evolução muscular para performance atlética fica estagnada.
O RNA mensageiro carrega informações do DNA para o ribossomo, local onde ocorre a síntese proteica. É o verdadeiro molde da síntese proteica estando, dessa forma, diretamente envolvido no processo de hipertrofia muscular .
Mais sobre a influência da liberação do cortisol:

Esses sintomas assemelham-se, em grande parte, àqueles causados por alterações da concentração de serotonina (responsável pelo controle da liberação de alguns hormônios e a regulação do ritmo circadiano, do humor, do sono, do apetite, da regulação da dor e da fadiga) no sistema nervoso central.

Portanto, o estresse psicológico promove uma alteração do balanço hormonal, diretamente associado ao overtraining. Essa alteração ocasiona a elevada liberação de citocinas pró-inflamatórias, responsáveis pelo aumento da concentração sérica de cortisol (considerado o hormônio do estresse) observada em atletas com overtraining.

O cortisol atua diretamente no sistema imune, prejudicando sua atuação. Algumas assessorias esportivas e técnicos já vêm oferecendo aos seus atletas esse suporte psíquico, essencial à prática esportiva e à vida.

 

▪▪▪▪▪▪▪▪▪▪▪▪▪▪▪▪▪▪▪▪

Autor: 🏐Fábio Durigati, professor de Educação Física e ex-jogador profissional de Vôlei.

fabio-durigati1.jpg

Referências e sugestões de aprofundamento: